31 de mar de 2015

Os Planetas do Sistema Solar - Mercúrio

Um planeta ainda pouco explorado, o menor do Sistema Solar, um mundo seco, rochoso e cheio de crateras. Mercúrio sente o intenso calor solar durante o dia, mas tem a mais frágil das atmosferas e noites gélidas.

Imagem do planeta Mercúrio enviada pela sonda Messenger.
Fonte: Site G1.

História


Além de ser o deus da venda, lucro e comércio, Mercúrio na mitologia romana era responsável por levar as mensagens de um deus para o outro, provavelmente, o planeta Mercúrio recebeu esse nome por ser o mais rápido do Sistema Solar. Antes do século IV a.C, astrônomos gregos consideravam Mercúrio como dois objetos distintos: um visível antes do nascer do Sol chamado de Apolo e outro visível após o pôr-do-sol, chamado Hermes.

Comparado aos outros planetas do Sistema Solar, sabemos pouco sobre Mercúrio. Apenas duas sondas foram enviadas para explorar o planeta, a primeira foi Mariner 10 entre 1974 à 1975 que mapeou cerca de 45% da superfície do planeta. Mais de 30 anos depois, a sonda Messenger estuda o planeta, desde 2008 e já enviou mais de 200 mil fotos de Mercúrio.

Movimento e Temperatura


Mercúrio é o planeta que leva menos tempo para completar uma volta em torno do Sol, em um ano terrestre o planeta completa cerca de 4 translações. O movimento de rotação de Mercúrio está diretamente ligado com o período orbital, ele gira uma volta e meia a cada órbita. O tempo gasto para completar o movimento de rotação é de 59 dias terrestres. Para cada duas voltas em torno do Sol, Mercúrio completa 3 voltas em si mesmo.

Mesmo sendo o planeta mais próximo ao Sol, ele não é o mais quente. A variação de temperatura na sua atmosfera é muito alta: pode ir dos 427°C durante o dia a -180°C à noite. Algumas crateras na superfície do planeta são tão profundas que não recebem diretamente luz solar, cientistas acreditam na possibilidade de gelo no solo do planeta.


Estrutura e atmosfera


Estrutura de Mercúrio.
 Fonte: Enciclopédia do Espaço
 e do Universo, DK Multimedia
O interior de Mercúrio é extremamente denso comparado a outros planetas rochosos. Seu núcleo é rico em ferro e possui cerca de 73% do seu volume. Em volta do núcleo, há um manto rochoso que provavelmente foi líquido e sofria com fortes erupções vulcânicas há bilhões de anos atrás. Hoje, o manto rochoso esfriou, solidificou e as erupções cessaram.

Sua superfície é coberta por milhares de crateras de impacto formadas por choques com meteoritos, algumas com centenas de quilômetros de comprimento e quase três de altura. Provavelmente o choque de um corpo com cerca de 100km de diâmetro atingiu o planeta e ondas de choques deformaram a superfície oposta ao impacto criando a bacia de Caloris, que abrange cerca de um quarto da superfície de Mercúrio. O site do canal National Geographic Channel,
divulgou um vídeo retratando a bacia de Caloris com base nos dados da sonda Messenger e detalhes do seu surgimento, para assisti-lo Clique Aqui.

Mercúrio tem uma atmosfera muito fina e temporária, já que varia à medida que perde gases e é reabastecida. Sua atmosfera é constituída de elementos expulsos da sua superfície como sódio junto com hélio do vento solar.

Observação


Mercúrio tem fases como a Lua, mas é difícil vê-lo por não se afastar do Sol. Por refletir luz solar e estar relativamente próximo à Terra, conseguimos observar o planeta em dois momentos:  antes do nascer do Sol ou após o pôr-do-sol, mas em períodos que está mais distante do Sol, a observação é mais fácil. 

A foto abaixo é de maio de 2013, período em que foi possível ver a olho nu Mercúrio Vênus, e Júpiter "próximos" do ponto de vista de um observador na Terra. Esta aparente aproximação, não passa de uma ilusão de perspectiva onde os planetas mesmo distantes uns dos outros parecem vizinhos em decorrência da conjunção.
Mercúrio, Vênus e Júpiter.
Fonte: Site Observatório astronômico de Lisboa.

Fonte: Observatório astronômico de LisboaG1Astronomia On-LineNatgeotv, Livro: Astronomia, Autor Ian Ridpath.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...