4 de fev de 2015

Guia do Astrônomo Amador Iniciante - O Binóculo



A astronomia amadora é uma atividade fantástica, que estimula o aprendizado de forma muito prazerosa, e pode ser incentivada em qualquer idade, podendo até mesmo culminar em eventos de observação e grupos de estudos, como fazemos aqui no projeto Astronomia no Vale do Aço.

Há tantas coisas para aprender sobre astronomia e observação astronômica, que todas as informações relevantes jamais poderiam caber em um único artigo. Por entendermos que começar a se envolver e procurar por ferramentas pode ser um processo um pouco assustador, preparamos um pequeno guia, uma série de posts que irão servir como ponto de partida para o astrônomo amador iniciante.

A primeira coisa que vem à mente quando pensamos em astronomia é um telescópio. Muita gente sonha em ter um para poder observar o céu, mas sabemos que o preço é um grande dificultador para que boa parte das pessoas possa ter um. Muitos argumentam que vão tentar algo barato, apenas para ter uma ideia de como é observar, e ver se gostam. Mas é preciso ter cuidado, porém, porque uma primeira má experiência, usando instrumentos de observação de má qualidade, pode acabar destruindo a curiosidade e o entusiasmo.

Para aqueles que estão restritos a um orçamento modesto, um bom binóculo pode ser uma excelente opção inicial. Com aproximadamente R$350,00 é possível adquirir um binóculo de qualidade aqui no Brasil, ao passo que um bom telescópio, com qualidade superior e que compense a diferença de preço, custará em torno de R$850,00. Um bom binóculo irá fornecer visualização incrível, e os princípios da astronomia poderão ser facilmente estudados com ele. Além disso, utilizar os dois olhos pode ser uma vantagem em alguns momentos. Até mesmo os astrônomos experientes usam binóculos. É, portanto, um bom investimento, mesmo que você tenha condições de adquirir um telescópio num futuro próximo.


“Mas, pessoal, qual as características de um bom binóculo?”

Binóculos são definidos por dois números, tais como 7x35 ou 10x50. O número antes do “x” é o fator de ampliação. O segundo número é o diâmetro das principais lentes, em milímetros. Quanto maior a ampliação, menos brilhante a imagem, e ao mesmo tempo em que a imagem que você vê será maior, o seu campo de visão vai diminuir e, consequentemente, será mais difícil manter a imagem focada. Se você precisa de um amplo campo de visão, escolha uma ampliação menor. Quanto às lentes, binóculos astronômicos geralmente possuem lentes maiores que 50 milímetros.

A maioria dos binóculos possui lentes de vidro, que geralmente oferecem melhor qualidade de imagem, mas muitas vezes custam mais do que as lentes de plástico. Caso queira optar por um custo menor, um bom par de lentes de plástico também pode oferecer uma boa qualidade.

Se não estiver fazendo a compra online, procure testar a focagem do binóculo na loja antes de comprar, alguns binóculos podem prometer grandes coisas, e não possuir um bom foco. O que pode causar no usuário uma fadiga ocular, além do óbvio mau investimento.

É importante que você, que deseja adquirir um bom binóculo, pesquise a fundo, a fim de obter os melhores produtos e os melhores preços.

Se você faz compras pela internet, nós indicamos à vocês dois sites de grande referência no venda de artigos astronômicos no Brasil, que são:


No próximo post do Guia do Astrônomo Amador Iniciante, vamos falar sobre telescópios e os primeiros aspectos importantes na hora de escolher um! Fiquem ligados!

---


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...